Grandes ídolos do SPFC, por Carlos Port: Luizinho

imagem72

Olá nação tricolor!

Aqui no blog, iniciamos a jornada dos grandes ídolos do São Paulo, com Friedenreich. Lendário atleta de mais de 1200 gols, retratado aqui: http://opiniaotricolor.com.br/?p=678

Mas Fried teve outros heróis ao seu lado, responsáveis pelo primeiro título da história do Tricolor. Um deles, de grande destaque no passado: o atacante Luizinho.

Luiz Mesquita de Oliveira, o Luizinho, nasceu em 29/03/2011, ainda antes da Primeira Guerra Mundial. Chegou ao SPFC pelo Paulistano e foi protagonista do time que venceu o campeonato paulista, já no segundo ano de existência do Tricolor.

Esteve na segunda metade da década de 30 no Palestra Itália, mas a missão no São Paulo ainda não havia terminado. Então, “o gerente” voltou, para ser campeão em 1943 (a conquista da moeda em pé), 1945 e 1946. Ao todo, tetra. Em 1944, mesmo sem o título, foi o artilheiro do estadual. Teve os geniais Leônidas e Sastre ao seu lado (foto abaixo).

imagem113

Os clássicos com o então Palestra Itália e depois Palmeiras, eram recheados de rivalidade, durante toda a década de 40. A Segunda Guerra Mundial apimentava ainda mais o confronto.

imagem15

Ponta direita, mas que também fazia o lado esquerdo do campo, entortando defesas e marcando tentos, em 264 jogos e 173 gols com a camisa do Mais Querido, rótulo conquistado pelo São Paulo nos anos 40, durante a era Vargas, pelo orgulho paulista constitucionalista.

Luizinho faleceu em 28 de dezembro de 1993, aos 82 anos.

Saudações Tricolores!

Crédito-imagens: A Gazeta Esportiva, blog Tardes de Pacaembu.

Siga-me no Twitter: @carlosport