Grandes ídolos do SPFC, por Carlos Port: Gilmar Rinaldi

Olá nação tricolor!

Gilmar Luiz Rinaldi nasceu em 13 de janeiro de 1959. Sua trajetória no São Paulo significou uma reafirmação de segurança no gol, diante da grande mudança de elenco da era da Máquina Tricolor, do início dos anos 80.

Após a era Waldir Peres, o Tricolor sofreu um breve hiato debaixo das traves, com o modesto Tonho em seu lugar. Era necessário um goleiro de porte novamente e a solução foi encontrada no Sul, mais precisamente, no time do então goleiro tetracampeão gaúcho, o Internacional.

hqdefault

Assim, em 1985, Gilmar chegou ao Mais Querido e fez parte do time que revolucionou o futebol paulista e brasileiro, sob o comando de Cilinho: os Menudos do Morumbi.

Foi um dos líderes de um grupo fantástico, goleiro de personalidade que gostava de jogar avançado, para enxergar melhor o time na linha. Tal ousadia quase rendeu tomar um gol que seria histórico, do meio-campo, em um chute perfeito de Edu Marangon, na final do Paulistão 1985, contra a Portuguesa. Mas Gilmar teve muita velocidade e reflexo para voltar, resvalar em voo e pegar a bola que bateu no travessão. O São Paulo de Careca, Muller, Silas e cia, foi superior a Lusa nos dois jogos e ficou com o título.

O primeiro dos títulos importantes da geração que venceu tudo no país, nos anos seguintes. O Brasileirão 1986 foi decidido em 1987. Um jogaço inesquecível. Após empate em 1 a 1 no Morumbi, decisão no Brinco de Ouro. Tempo normal, 1 a 1. Prorrogação, 2 a 2. Pênaltis. Gilmar, na cobrança de Boiadeiro, defendeu. João Paulo ainda desperdiçaria sua cobrança e o Tricolor levantaria o seu segundo troféu de campeão brasileiro.

gilmar

Mais glórias ocorreram naquele ano, o São Paulo também foi campeão paulista, diante do rival Corinthians. Um ano antes, outro triunfo só não foi possível porque o elenco tricolor foi base da Copa do Mundo, em 1986.

1987

Em 1989, diante do São José, mais uma taça estadual, que rendeu ao São Paulo a alcunha do Time da Década.

1989

Gilmar fez seu último jogo pelo SPFC em agosto de 1990, 253 ao todo, precedendo a era Zetti.

 

Saudações Tricolores!

Crédito-Imagem: Folha, site oficial do SPFC.

Siga-me no Twitter: @carlosport