Grandes ídolos do SPFC, por Carlos Port: De Sordi

De Sordi

Olá nação tricolor!

O piracicabano Nilton De Sordi, nascido em 1931, marcou época no Mais Querido.

Lateral do São Paulo e da Seleção Brasileira na década de 50, avançou no Tricolor até a metade dos anos 60.

Dono de características próprias, como ótima impulsão para a sua estatura mediana, marcação em excelente tempo de bola e cobertura de campo. Na era do futebol dos pontas, os laterais eram responsáveis pelos flancos defensivos.

Uma vida dedicada ao São Paulo de 1952 a 1965, mais de 500 partidas (536) 13 anos e 2 títulos paulistas, nos anos de 1953 e 1957.

Faleceu em 2013, aos 82 anos. Quando do seu passamento, a página oficial do São Paulo publicou:

“Era um jogador fora-de-série em termos de regularidade. Jogava sempre bem e sua noção de cobertura era inigualável. Apesar da pouca estatura, cabeceava muito bem. Por isso chegou a jogar de zagueiro-central no São Paulo e também na Seleção Brasileira. Foi o lateral-direito titular da seleção campeã mundial na Copa de 1958.”

Obrigado eterno ao guerreiro caipira.

Saudações Tricolores!

Siga-me no Twitter: @carlosport