Grandes ídolos do SPFC, por Carlos Port: Ronaldão

Memoria-Campea-Sao-Paulo-Milan-Ronaldao-640x480-Divulgacao

Olá nação tricolor!

Ronaldo Rodrigues de Jesus, o Ronaldão, nasceu em 19 de junho de 1965.

Supercampeão no São Paulo, a prova de que um time técnico também precisa ter a força física e a garra, para ser vencedor.

1993 sao paulo

Alicerce, muralha, líder. Atributos que fizeram Ronaldão ser um dos protagonistas dos anos de glória do São Paulo, em 300 jogos e 14 gols, no período entre 1986 e 1993.

Utilizado como lateral-esquerdo e volante nos primeiros anos de Morumbi, foi como zagueiro e claro, com Telê Santana, que encontrou sua verdadeira vocação, a zaga. Mestre Telê aprimorou o seu futebol, aliado ao já excepcional condicionamento, para que Ronaldão fosse o xerife da defesa.

Penalty

Um lance emblemático marca sua trajetória, na final mundial interclubes, colocou respeito sobre Stoichkov, quando o Barcelona vencia o São Paulo. O craque sentiu como seria difícil enfrentar o zagueirão. E o Tricolor passou a dominar ações de meio-ataque, para a histórica virada pelo comando de Raí.

5621413471_89fb4cd312_o_crop_galeria

12 conquistas, sendo titular em 9. Campeão Paulista de 1987, 1989, 1991 e 1992, campeão brasileiro de 1986 e 1991, bicampeão Libertadores e bicampeão Mundial Interclubes em 1992 e 1993, campeão da Supercopa e Recopa Sulamericana de 1993.

hqdefault

O tanque do Morumbi, homem de confiança de Zetti e fiel aluno dos aprendizados do Mestre Telê.

zetiironaldao

Saudações Tricolores!

Crédito-imagens: Site oficial do SPFC, Globo, Placar, Estadão, Memória campeã.

Siga-me no Twitter: @carlosport