Grandes ídolos do SPFC, por Carlos Port: Paraná

imagem2161

Olá nação tricolor!

Nos anos de construção do Morumbi, jogar no São Paulo era sinônimo de superação, em razão dos recursos escassos do time. Mesmo assim, surgiram guerreiros e craques.

Um destes abnegados foi Paraná, o paranaense Ademir de Barros, nascido em 21 de março de 1942. Chegou no Tricolor em 1965, vindo do São Bento de Sorocaba, onde se destacara.

imagem213

A ascensão do ponta esquerda Paraná foi meteórica, sendo um dos convocados para a Copa do Mundo de 1966. De volta ao Tricolor que somente assistia os rivais vencerem enquanto levantava o estádio em sua fase final, Paraná jogou muito no vice campeonato de 1967, amadurecendo o fim da fila que viria 3 anos depois.

imagem551

Assim, com os reforços que chegaram ao Tricolor depois do Morumbi concluído, Paraná foi bicampeão em 1970 e 1971. Pavio curto, foi tirar satisfações com o então campeão brasileiro Telê Santana, que chegara pra treinar o São Paulo em 1973. Perdeu, obviamente, o braço de ferro e acabou se despedindo do clube de uma forma que poderia ter sido muito diferente.

1970_paulista-faixas

Mas deixou sua marca em anos de dribles e gols, em 395 jogos e 41 gols.

Saudações Tricolores!

Crédito-imagens: Gazeta Esportiva Ilustrada, arquivo público do estado de SP, revista Placar.

Siga-me no Twitter: @carlosport