Grandes ídolos do SPFC, por Carlos Port: Nelsinho

images

Olá nação tricolor!

Nelson Luis Kerchner, o Nelsinho, nasceu em 31 de dezembro de 1992.

hqdefault

Não é, como traz o título dessa sessão no blog, um “grande ídolo” tricolor, como gigantes de talento e raça que passaram pela história do SPFC.

Mas impossível desprezar e não reverenciar um atleta que teve 512 jogos com a camisa do Tricolor, formado na categoria de base e super-campeão.

0702_Bnov83

Lateral esquerdo, Nelsinho chegou no São Paulo em 1979 e permaneceu até a campanha da Libertadores 1992 (onde não era mais titular). Na sua galeria de títulos, estão os campeonatos paulistas de 1980, 1981, 1985, 1987, 1989 e 1991, além dos Brasileirões de 86 e 91. No início, aguardou a chance diante dos titulares Airton e depois, Marinho Chagas.

nelsinho_485

Até assumir a posição pra não perder mais, nos anos 80. Tantos títulos o levaram para a Seleção Brasileira, onde atuou por 35 vezes.

Foi um jogador, portanto, que merece o muito obrigado da nação tricolor. São poucos na carreira a ultrapassarem a marca de 500 jogos com o mesmo clube.

Nelsinho só jogou menos partidas pelo São Paulo do que Rogério Ceni (ultrapassará 1200, ainda contando), Waldir Peres (617), De Sordi (543), Roberto Dias (527), Teixerinha (525) e José Poy (522). O ranking acima dos 500 jogos se fecha com Terto, exatamente cinco centenas.

Saudações Tricolores!

Crédito-Imagens: Placar, site oficial do SPFC, esporte UOL.

Siga-me no Twitter: @carlosport