Grandes ídolos do SPFC, por Carlos Port: Getúlio e Zé Teodoro

Olá nação tricolor!

Os anos 80 se caracterizaram por times do SPFC ofensivos, de futebol técnico, clássico e de muita autoridade nos gramados.

Na era que o Tricolor foi chamado de time da década em SP, a lateral direita contou com 2 ícones no setor: Getúlio e Zé Teodoro.

imagem610

Getúlio Costa de Oliveira nasceu em 26 de fevereiro de 1954. Chegou no SPFC por indicação de Rubens Minelli, para a temporada de 1977, vindo do Atlético Mineiro. Justamente contra o Galo de Minas, foi campeão nacional com o Tricolor, em seu primeiro campeonato brasileiro disputado no Morumbi.

imagem135

Exímio batedor de faltas, foi lateral de vários gols pelo São Paulo. Teve como problemas a facilidade em ganhar peso e uma fratura de tíbia, que o afastaram dos gramados em momentos importantes de sua carreira, atrapalhando planos de Seleção Brasileira, onde fez quase 20 jogos.

imagem711

Bicampeão paulista em 1980 e 1981, deixou o Tricolor após dois vice-campeonatos, na reformulação que o SPFC preparou para 1984.

Seu apelido eterno, Gegê da Cara Grande.

José Teodoro Bonfim Queiroz, nascido em 22 de novembro de 1963, o Zé Teodoro, foi o lateral direito escolhido para substituir Getúlio. Vindo do Goiás, assumiu a titularidade tricolor em 1985 para não sair mais, até o começo dos anos 90.

zeteodoro_saopaulo1985_ae_30

Super-campeão, conquistou 4 títulos paulistas no Tricolor, 1985, 1987, 1989 e 1991, intercalados com o Brasileirão de 1986 e também 1991.

zt

Lateral ofensivo, ousado e de habilidade agressiva, fez parte da lendária defesa do terceiro campeonato brasileiro do Tricolor, que contava com Zetti, Zé Teodoro, Antonio Carlos, Ricardo Rocha e Leonardo, com Ronaldão na contenção. Uma muralha!

1991defesa

Saudações Tricolores!

Crédito-imagens: Revista Placar, blog Tardes de Pacaembu, agência Estado.

Siga-me no Twitter: @carlosport