Palmeiras, o maior freguês do São Paulo

Placar Chulapafreguesporcada1

Palmeiras.

O time da colônia italiana, povo tão importante na história do maior estado brasileiro.

Durante sete décadas, a segunda maior torcida de SP.

Porém, palmeirenses assistiram, desde a metade dos anos 80, a nação tricolor ultrapassar os verdes. Um verdadeiro atropelo. Segundo os principais institutos de pesquisa, nos dias de hoje, seria necessário praticamente somar a torcida verde à santista, para alcançar a nação tricolor.

Sem sua camisa leiloada, entregue, rifada, foram 17 anos de fila, 1976 a 1993, terminados na era da leiteria que se apossara do clube. Leiteria que pensava mais nela, do que no próprio time, fazendo um belo balcão de negócios.

Montaram esquadrões movidos a milhões de dólares, somente para vender seus atletas com maior lucro para o exterior. Pela avidez e ganância do lucro, foram barrados na ilusão de conquistarem o mundo. Ficaram no caminho do Manchester United, na maior falha do goleiro que diziam ser santo. Marcão, que tantos gols já sofreu de Ceni, é um cara gente boa, querido de todas as torcidas. Merecia melhor sorte na carreira.

ZIZINHO X VALDEMAR FIUME

Os fabricantes de laticínios foram embora, o time voltou ao coma. Segunda divisão duas vezes, humilhação, vergonha. Conquistaram apenas, um modesto campeonato estadual no século XXI, destaque-se, novamente sem as próprias pernas, em outra co-gestão, com direito a gás de pimenta e decisão de semifinal sendo disputada no antigo chiqueiro que chamavam de estádio, atentando contra a segurança da população paulistana. Ato insano e desesperado pelo fim da fila, que foi amparado, na época, pelos lamentáveis bastidores do futebol. Além do Paulistinha, dois apêndices do Brasileirão, a Copa do Brasil, pra diminuir o sofrimento.

lib74alib74bLIB74D

Uma empreiteira assumiu estádio, melhor dizendo, arena nova (estádio é outra coisa, é maior) e estão eufóricos. Mas, durante 30 anos, tem obrigações com eles. E antes que digam alguma coisa, Laudo Natel foi governador eleito depois do Morumbi pronto. É bom conhecer a história, antes de repetir mentiras contadas 1000 vezes, para se tornarem verdades.

Rai 92 paul

Agora, o Palmeiras agoniza mesmo, quando lembra da freguesia para o São Paulo. Libertadores, 1974, 1994, 2005 e 2006, eliminado todas as vezes pelo Tricolor. Jamais venceu um jogo sequer, fosse no Morumbi, ou no cercadinho do que chamavam de jardins suspensos. 6 vitórias tricolores e 2 empates na história do confronto continental.

imagesfreguesporcada2sao-paulo-x-palmeiras-libertadores-de-2006-1298859636868_300x23094 euller

Em 13 confrontos de mata-mata na história, contando todos os campeonatos, foram 11 triunfos são-paulinos.

* Antigamente, não existia o formato mata-mata no futebol paulista. Em 1942, 1944, 1950 e 1972 o Palmeiras venceu o SPFC. Em 1943 e 1971, deu Tricolor.

E nos mata-matas:

Paulista 1978 - 17/06/1979 – Palmeiras 0×0 São Paulo [prorrogação 0x1, gol de Serginho Chulapa]

Paulista 1987 – Semifinal Palmeiras 0 x 0 São Paulo – 15/08 São Paulo 3 x 1 Palmeiras – 23/08

Paulista 1992 – Final Palmeiras 2 x 4 São Paulo – 05/12 São Paulo 2 x 1 Palmeiras – 20/12

Libertadores 1994 – Oitavas-de-final Palmeiras 0 x 0 São Paulo – 27/04 São Paulo 2 x 1 Palmeiras – 24/07

Rio-São Paulo 1998 – Semifinal Palmeiras 2 x 1 São Paulo – 17/02 São Paulo 1 x 0 Palmeiras – 25/02

Paulista 1998 – Semifinal São Paulo 2 x 1 Palmeiras – 19/04 Palmeiras 1 x 3 São Paulo – 26/04

Copa do Brasil 2000 – Quartas-de-final São Paulo 2 x 1 Palmeiras – 24/06 Palmeiras 2 x 3 São Paulo – 27/06

J. Havelange 2000 – Oitavas-de-final Palmeiras 1 x 1 São Paulo – 25/11 São Paulo 1 x 2 Palmeiras – 30/11

Rio-São Paulo 2002 – Semifinal Palmeiras 1 x 1 São Paulo – 21/04 São Paulo 2 x 2 Palmeiras – 27/04

Superpaulistão 2002 – Semifinal Palmeiras 0 x 2 São Paulo – 19/05 São Paulo 2 x 2 Palmeiras – 22/05

Libertadores 2005 – Oitavas-de-final Palmeiras 0 x 1 São Paulo – 18/05 São Paulo 2 x 0 Palmeiras – 25/05

Libertadores 2006 – Oitavas-de-final Palmeiras 1 x 1 São Paulo – 26/04 São Paulo 2 x 1 Palmeiras – 03/05

Paulista 2008 – Semifinal SPFC 2 X 1 Palmeiras – 13/04 Palmeiras 2 x 0 SPFC –20/04

Um massacre impetuoso. Ah, sim, a CBF unificou os títulos brasileiros. Agora o Palmeiras é enea (risos). 9 na seguinte conta de quem não passou de ano: 4 + 1 = 9.

Hexa, legítimo, é o São Paulo Futebol Clube.

Palmeirenses mais antigos costumam dizer que “corintiano é rival, são-paulino é inimigo”. Pra quê isso, porcos? É apenas futebol.

Pra nós, vocês são apenas, fregueses.

Saudações Tricolores!

 

Crédito-Imagens: Revista Placar, Gazeta Press, Esporte Ilustrado, Lance.

Siga-me no Twitter: @carlosport

Crédito/Imagem: jornal Lance

O São Paulo no mundo, por Carlos Port. Vai encarar?

placarjapao

Olá nação tricolor!

Esta é uma aula para os rivais do Tricolor do Morumbi e também, um registro histórico de tradição para o são-paulino.

O SPFC, o Clube da Fé, já venceu grandes clubes da Inglaterra, da Itália, da Espanha, da Alemanha, da França, da Argentina e do Uruguai.

Em outras palavras, o Tricolor já ganhou de equipes de todos os países que já venceram Copa do Mundo.

borussiafiorentinaFranca BelgicaMilan 64Furacao 64

1964. Uma excursão de 12 jogos invicta, com 9 vitórias e 3 empates, rendendo a alcunha de Furacão da Europa: times grandes como Borussia, Bordeaux, Fiorentina e Milan, caíram diante do SPFC.

20824255 1969colombino3

1969. O poderoso Real Madrid não resistiu ao São Paulo no torneio Colombiano, que também contou com Las Palmas e o belga Anderlecht.

imagesrivertricolor_f_003meio rai

Na Argentina, as vítimas foram Boca Juniors, River Plate, Velez Sarsfield, Estudiantes de Plata, Quilmes, Independiente, Gymnasia, Huracan, Newell’s Old Boys, San Lorenzo, Rosário Central e Tigre.

baudosaopaulo_fichatecnica2_copaconmebol1994_spfc6x1cap.uy_14121994_480pxSao Paulo v Penarol Xspfcnacionaluruguai

O SPFC, pra lembrar dos primórdios da Copa, já aniquilou os tri-campeões do mundo Nacional e Peñarol, do Uruguai.

Já venceu o Bordeaux, da França.

2952965memorial13

Na Inglaterra, os derrotados foram Liverpool (em final de Mundial), Arsenal, Bolton e Southampton.

SPFCxREAL_92_JORNAL ramon 1992barca_7071992mundial1

Já na Espanha, em 1992, Real Madrid e Barcelona sucumbiram diante do SPFC, ambos perderam de goleadas por 4 gols, além da decisão de campeonato mundial conquistada pelo Tricolor. Espanyol, Cadiz, Las Palmas, Sevilla, Tenerife e Valencia completam a lista de equipes espanholas, vencidas pelo Clube da Fé.

1964-65capa_AMISTOSO_folhaspaulo_15051964

Na Alemanha, além do Borussia Dortmund, Bayer Leverkusen, Eintracht Frankfurt e Colônia, caíram diante do Tri-Mundial.

1993japao

Por fim, na Itália, Milan (excursão de 64 e decisão do Mundial de 93), Lazio e Fiorentina, perderam para o SPFC.

Países que não conquistaram Copa do Mundo também tiveram equipes derrotadas pelo Tricolor.

1526404_253985744785734_6883524699981560131_ndownload

O Tricolor paulista simplesmente atropelou os maiores times de Portugal: Sporting, Porto e Benfica.

Marinho Chagas

O Mais Querido bateu duas vezes no famoso time do Cosmos, dos EUA.

universidad-catolica-final-libertadores-1993-triunfo-13299-MLC36873142_8487-F

014719018-ex00

O São Paulo já ganhou de times, de todos os países da América do Sul.

Além disso, o Tricolor paulista venceu times japoneses, suecos, árabes, salvadorenhos, holandeses, tchecos, indianos, romenos, russos e sérvios.

O Tri campeão do Mundo São Paulo FC é conhecido em todo planeta bola.

Mais do que conhecido, é temido.

Muito temido e respeitado.

O seu time tem esse cartel de vitórias internacionais?

Nem precisa pesquisar no Google, não tem.

Portanto, abaixe a cabeça e lamente por ter lido essa coluna de massacre são-paulino.

Somos hexa, os maiores campeões brasileiros sem canetada de CBF.

Somos tri da Libertadores.

Somos tri do mundo.

Somos, acima de tudo, o Clube da Fé.

Saudações Tricolores!

Crédito-Imagens: Arquivo histórico do SPFC, Placar, Acervo Folha, El Mundo Esportivo (Espanha), revista Triunfo (Chile).

Siga-me no Twitter: @carlosport